sexta-feira, 18 de julho de 2008

A Magia do Jiló (Solanum gilo)

*Divisão: Magnoliophyta
*Classe: Magnoliopsida
*Ordem: Solanales
*Família: Solanaceae
*Gênero: Solanum
*Espécie/Nome científico: Solanum gilo.
*Origem: África Ocidental, América do Sul ou Antilhas.

É famosa a expressão brasileira "Amargo que nem jiló", que faz uma comparação do fruto com situações ou pessoas "amargas". Outro adágio popular afirma que "tudo o que é amargo cura", tal frase pode ser aplicada ao caso do jiló, que pode ser usado como ótimo remédio para facilitar a digestão de gorduras e combater problemas do fígado.
O uso do jiló na magia em geral é ainda um mistério, mas tudo tem que ter um começo...e se ninguém tiver feito nada...faça você mesmo! É tentando que se consegue descobrir algo! Vamos lá! Ao analisar uma planta do ponto de vista "mágico", devemos primeiramente estabelecer relações do vegetal com simbolismos, formas, cores, etc.
Analisando essa espécie, logo percebi que é regida por marte. Tal regência astrológica pode ser percebida em diversas características peculiares da planta, como por exemplo: o sabor amargo e a aspereza da planta. as plantas da família "Solanaceae" (EX: tomate, estramônio)geralmente são regidas por marte, muitas vezes possuem propiedades venenosas e formatos agressivos. Com o jiló a influência de Marte está presente especialmente no sabor amargo.
Nos trabalhos de magia geralmente são feitas associações entre alguma coisa física e um correspondente espiritual. No caso do jiló, o sabor amargo pode ser associado a situações, momentos ou coisas desagradáveis que possam existir em nossas vidas. Sendo assim, diversos usos mágicos poderiam ser desenvolvidos com esta planta. Eu elaborei alguns modelos de "sortilégios" e magias que podem ser desenvolvidas com o uso do jiló:
*MAGIA PARA FAVORECER O "BANIMENTO" DE ALGO INCÔMODO


(Serve para situações, doenças, problemas e também serve para gente desagradável;obs: nesse feitiço deve-se levar em conta alguns valores éticos, pois na bruxaria acredita-se que tudo o que vai retorna, portanto, cada um é responsável por suas ações!).
--> Em um horário e em um dia de Marte (Terça-feira), colha um jiló(pode ser um jiló comprado!rs), escreva em um pequeno pedaço de papel o problema que lhe incomoda (pode desabafar!). Se o problema for uma doença, escreva "doença de fulano"(EX: gripe de Renatinha, furúnculo de pedrinho). Se for uma pessoa escreva somente o nome da criatura...Se for uma situação aí você pode fazer um texto decrevendo tudo e se lamentado. Desabafe! Chore! Descarregue todos os seus problemas no texto! Quando terminar de escrever, faça um pequeno corte ao longo do jiló; se preferir, pode fazer um furo na fruta. Dobre o pedaço de papel e enfie dentro do jiló, de maneira que não fique nenhum pedaço do lado de fora. Depois de fazer isso, ponha as suas mãos em volta do jiló sob forma de concha, mentalizando todos os seus problemas sendo comprimidos para dentro do jiló. A vizualização é uma parte muito importante do feitiço, por isso requer concentração. Você também pode recitar cânticos ou encantamentos de banimento. Depois de ter esvaziado seus males, guarde o jiló em um local escondido e deixe-o secar. Quando o jiló secar você deverá queimá-lo. É importante lembrar que o jiló não deve ser enterrado e nem jogado fora, pois caso as sementes cheguem a germinar, seus problemas germinarão com elas. Nessa magia, seus problemas são eliminados ou reduzidos a medida em que o jiló seca. Quando você queima o jiló elimina a possibilidade das sementes germinarem, por isso esse é o método mais seguro. Se quiser pode pinicar e fatiar o jiló para facilitar a secagem, mas aconselho fazer isso só depois de um dia, caso o jiló começe a apodrecer...

3 comentários:

Magda Ornellas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Magda Ornellas disse...

gostaria q me mandase magia p/ unir 2 pessoas amigas.
Q foi desunida por magia tb.
bjssss

Clara Maga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails